meme

Por determinação da Justiça, Facebook retira notícias falsas das Redes Sociais

Mensagens mentirosas e caluniosas têm se proliferado nas Redes Sociais há algum tempo. Alvo de dois boatos, a senadora Ana Rita (PT-ES) entrou com processo na Justiça, que decidiu interceder a favor da parlamentar: serão retiradas postagens e comentários caluniosos e ofensivos nas mídias sociais a respeito do Bolsa Prostituta.

Notícias do Mandato

20140718_191642

Paraninfa da turma de formandos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do Curso Técnico em Meio Ambiente, em Cariacica, a senadora Ana Rita destacou os resultados positivos e importância do programa na qualificação de jovens e, também, de adultos que não tiveram, no passado, oportunidade para essa qualificação. No Espírito […]

256px-A_Voz_do_Brasil_logo.svg

A Voz do Brasil volta a correr sério risco. É por defender “a minha voz, a sua voz, a nossa voz” que vou lutar, quando a Medida Provisória 648/14 retornar ao Senado, pela rejeição das alterações aprovadas na Comissão Especial que analisou a MP. Das 19h às 20h. Este é o horário tradicional que milhões de pessoas, pelo Brasil afora, recebem notícias por meio de um importante e indispensável instrumento de informação para a imensa massa de brasileiras e de brasileiros que vive no campo e na cidade, sem acesso a jornais e revistas e que não dispõe de outra forma de saber com transparência dos atos e realizações públicas.

copa_mundo_marilia_global

Ana Rita avalia Copa e propõe democratizar entidades

A senadora Ana Rita (PT-ES), afirmou que os números da Copa enchem o Brasil de orgulho e propôs democratizar as entidades esportivas. “Democratizar as entidades e os clubes; profissionalizar e dar transparência para a gestão de nosso futebol; valorizar a categoria de base; implementar ações para manter os nossos craques jogando no país são ações que precisam ser debatidas, pela sociedade e também pelo Parlamento, daqui em diante”, disse.

educa.campo

Vitória dos movimentos sociais: criada a Gerência de Educação do Campo na Sedu

A Secretaria de Estado da Educação (Sedu) agora conta com a Gerência de Educação do Campo (Gecam) em sua estrutura organizacional. Através do decreto publicado nesta semana, o Governo também transformou a Subgerência de Projetos Especiais em Subgerência de Desenvolvimento da Educação do Campo, Indígena e Quilombola (Sudec).

Notícias do Governo

Presidenta Dilma Rousseff assina decreto que beneficia Pontos de Cultura

A presidenta Dilma Rousseff assinou decreto, durante lançamento da Política Nacional de Participação Social, na sexta-feira (23/5), que facilitará o funcionamento dos mais de três mil Pontos de Cultura existentes no país. As novas regras alteram o Decreto 6.170/2007 que regulamenta convênios entre União, estados e municípios com organizações da sociedade civil, a exemplo das ONGs.

Presidenta Dilma lança plano de R$ 156,1 bilhões para agronegócio

Durante o lançamento do Plano Agrícola e Pecuário 2014/2015, nesta segunda-feira (19), a presidenta Dilma Rousseff disse estar confiante que o PAP vai contribuir com medidas para o agronegócio superar o recorde de produção atingido na atual safra. Ela reafirmou o compromisso do Governo para investir no setor e na infraestrutura do País para continuar o aumento da produtividade. O Plano Agrícola e Pecuário 2014/15 contará com recursos da ordem de R$ 156,1 bilhões.

Presidenta Dilma: “Crédito barato do Pronaf ajuda a modernizar a Agricultura Familiar”

A presidenta Dilma Rousseff afirmou, em seu programa semanal de rádio “Café com a Presidenta”, nesta segunda-feira (24/02), que somente na safra 2013/2014 os agricultores familiares já tomaram R$ 13,7 bilhões em crédito para expandir a produção, comprar máquinas e equipamentos e modernizar as propriedades rurais.

“Governo Federal é parceiro dos Estados no combate ao crime”, afirma Dilma

A presidenta Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (20), em entrevista às rádios mineiras Itatiaia e América, que o Governo Federal é parceiro dos Estados no combate ao crime. Dilma Rousseff disse que, apesar de algumas ações de segurança pública serem exclusivas dos estados, o Governo Federal nunca se omitiu e sempre prestou apoio quando acionado.